(86) 2107-7900 / 2107-7919      

Jerumenha realiza o dia “D” na vacinação contra o vírus H1N1

A prefeitura de Jerumenha através da sua secretaria de saúde realizou no ultimo sábado (12), o dia “D”  da Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza (H1N1). Uma equipe completa de servidores inciaram a campanha pela zona urbana do município.

Segundo o cronograma, na próxima quinta-feira (17), será atendido a comunidade Barra do Lance, e na sexta-feira (18), as localidades Extrema e Artur Passos.

Além da preocupação da prefeita Aldara Pinto e da secretária Chilene Araújo em garantir que todos os grupos  do público sejam atendidos, ainda foi ofertado no inicio da campanha um café da manhã para quem foi se vacinar no primeiro dia.

A enfermeira Manuela de Macedo Reis “Manu’, informou ao Portal Cidade Luz, que a secretaria montou um cronograma para atender toda a zona rural. Segundo este cronograma, na próxima quinta-feira, 17, será atendido a comunidade Barra do Lance, e na sexta-feira, 18, as localidades Extrema e Artur Passos.

Aldara Pinto parabenizou todos os profissionais envolvidos no inicio da campanha, e convocou a população da zona rural para que não deixe de se vacinar.

Detalhes da Campanha

O público alvo da campanha contra a gripe é formado por pessoas maiores de 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais. A população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional também precisam se vacinar.

“Os portadores de doenças crônicas devem apresentar uma prescrição médica datada de 2018 no ato da vacinação”, alerta os organizadores. Se ele for cadastrado em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS), basta se dirigir ao posto em que está cadastrado para receber a vacina. Se o local de atendimento não possuir um posto de vacinação, o paciente deve buscar a prescrição médica na próxima consulta que estiver agendada. Já os professores devem levar um contracheque para garantir sua dose.

Fonte: Portal Cidade Luz