(86) 2107-7900 / 2107-7919   

Inaugurado maior parque de energia solar da América Latina

O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, participou nesta terça (28) da inauguração do Parque Solar Nova Olinda, a maior usina solar em operação da América Latina. A usina, instalada nos municípios de Ribeira do Piauí e São João do Piauí, possui capacidade para produzir 600 GWh de energia por ano em meio ao semiárido piauiense.  

Para o prefeito de São João do Piauí, Nova Olinda traz reflexos que vão além da economia. "Não somente a economia, mas também outros setores ganham com isso como, por exemplo, a cultura, com o intercâmbio de vivências de todos nós, nordestinos, com alguns europeus, italianos e espanhóis. A região Nordeste e a região de São João entram no campo internacional de tecnologia e cultura", destacou Gil Carlos.

O parque é composto por quase 930 mil painéis solares em uma área de 690 hectares — cada hectare equivale ao tamanho de um campo de futebol. Nos subparques de números 08, 09, 10, 11, 12, 13 e 14, estão organizados quatro Sociedades de Propósito Específicos (SPEs) para efeito de regulação: Enel Green Power Nova Olinda B Solar S.A; Enel Green Power Nova Olinda C Solar S.A; Enel Green Power Nova Olinda Sul Solar S.A e Enel Green Power Nova Olinda Norte Solar S.A. Cada SPE constituída é composta por um ou dois subparques do Complexo Solar Fotovoltaico Nova Olinda. De acordo com a Enel, o parque será capaz de produzir energia elétrica suficiente para atender às necessidades de consumo de cerca de 300 mil residências.

"O projeto Luz Para Todos foi lançado no Piauí porque éramos o Estado mais atrasado em energia elétrica. Hoje, ultrapassarmos os 1.600 megas que geram energia para o Piauí e para o Brasil. Uma energia limpa, resultado de um desenvolvimento com cuidado ambiental", afirmou o governador Wellington Dias que também participou da solenidade de inauguração.

O parque solar de Nova Olinda supera a capacidade elétrica da barragem de Boa Esperança, o que demonstra a possibilidade das energias renováveis enquanto novos empreendimentos com impacto ambiental quase nulo. Empregando cerca de 2 mil pessoas para sua construção, Nova Olinda contou com o apoio do Governo do Estado por meio de R$ 80 milhões em incentivos fiscais, num total de quase R$ 1 bilhão investido.

Para o secretário de Mineração e Energias Renováveis, Luís Coelho, a inauguração do parque representa um marco histórico para a energia solar no Piauí e no Brasil. "Se falássemos isso há um ano e meio ninguém acreditaria que tal sonho poderia ser concretizado e hoje com a usina podemos ter um aumento significativo de até 30% na produção de energia no país. O Estado está trilhando o caminho certo, das energias renováveis", concluiu.

Fonte: Ascom APPM